Quinta-feira, 28 de Junho de 2007

Almoço dos bugios 2007 - mesa do velho da bugiada

( actualmente são cerca de 600 bugios)

 

Outrora o almoço dos bugios ( e dos mouros também) tinha outro significado que hoje não tem, servia para matar a fome de muitos. Tempos houve em que a fartura era pouca ou nenhuma e ir de bugio significava, além de matar a paixão, matar a fome.

Numa conversa de bugios ( e amantes da festa), em vésperas de S. João e a discutir sobre tradições, contou um afamado bugio a seguinte estória:

 

"Antes não eram assim tantos bugios, eram 40, 50 bugios, o meu pai conta que um ano que andavam de bugio e que chegaram ao tacho, o dono ao ver tantos bugios veio avisar o velho a dizer que a comida devia ser pouca. Ele atão puxou a bugiada, fe-los andar p'ra frente e p'ra trás, p'ra cima e p'ra baixo até os queimar, quando entraram po tacho iam queimadinhos de sede, encharcaram-se de refresco e vinho e assim a comida chegava sempre."

 

Andavam de bugio - vestidos de bugio

Tacho- almoço

puxou a bugiada - esforçou-os fisicamente, o velho vai à frente e " puxa" comanda a bugiada que o segue

Queimar/ queimadinhos - cansados, exaustos;


sinto-me: com fome
música: a dos talheres a bater na louça

publicado por estoriasdaminhaterra às 09:36
Muito bem ... é dignamente correcto dar os parabens pelo facto de realmente haver gente que goste do s.joao e que se disponibilize a postar recordaçoes, pois é sempre o que nos resta, a quem saboreia a festa, mas infelizmente esta passa rapido, com imensa pena minha.
A proposito da questao anterior de facto nao sou sobradense, mas sim de Valongo, contudo, nao implica que me impessa de ir de bugio!=D
Os meus parabens, e um bem haja ..
Nuno Queiros a 28 de Junho de 2007 às 15:04

Mais uma vez agradeço o elogio, mas o mérito não é meu, mas sim de quem partilha estas "estórias" comigo. Quanto às recordações e visto eu não saber se conhece o blogue " oficial" da bugiada deixo-lhe um link para visitar, desta feita escrito por um conhecedor profundo da festa http://bugiosemourisqueiros.blogspot.com/

Quanto ao ser de Valongo, de facto não há nada que o impessa de ser bugio ;) de bugio vai quem quer e quem pode! Permita-me só mais uma questão, tem familia na terra? Já é bugio há muitos anos?
Bem haja, Fábia Pinto

Mas que belo truque. Hei-de experimentar cá em casa com os comilões a ver se dá resultado. LOL
daplanicie a 28 de Junho de 2007 às 17:42

Mas tem de vesti-los de bugio e fazer o teste de preferência num dia bem quente eheheh

Tadinhos!! Isso já é tortura. LOL deixá-los lá comer à vontade :-)

Essa é a diferença entre a paixão dos sobradenses pela festa ( no caso pela bugiada) e a curiosidade de quem não é da terra. Os sobradenses encaram o " ir de bugio" aliado a um esforço fisico enorme ( devido ao calor, ás fardas de veludo, aos percursos realizados e á utilização da máscara) a uma paixão, um orgulho... a tortura do calor do cansaço, da sede ( muitas vezes) das dores musculares só se sentem dia 25... ;)

O blogue estoriasdaminhaterra recolhe estórias da tradição oral sobradense bem como factos da vida comum de uma pequena vila dos arredores do Porto...
Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
16

17
20
21
22
23

24
25
26
30


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO