Quinta-feira, 31 de Maio de 2007

Um Sobradense foi numa daquelas viagens ( tudo pago) e cuja finalidade é a promoção e venda de colchões. Depois de bem comidos e bem bebidos, os viajantes eram encaminhados aos vendedores. Um dos Sobradenses fica tentado. Diz nada resolver sem o consentimento da mulher. Que lhes liga no dia seguinte. A mulher ao primeiro diz que não, que é caro, que não precisa, mas o diabo é tendeiro, e a noite faz com que amoleça e concorda com a compra.

Ao outro dia ligam os vendedores, ainda antes do Sobradense. Acerta-se a compra. 300 contos o colchão ( já com descontos) e de oferta um ferro com caldeira no valor de 40 contos. Óptimo negócio.

Mas mais uma vez o faro comercial do Sobradense havia de dar provas da sua destreza, depois de uma noite de conselhos com a almofada, liga aos vendedores. Tem uma proposta.

- "(...) eu tive a pensar, e eu tenho ferro e atão na vez do ferro, e já que vale 40 contos, descontava-se o ferro no colchão. p'ra mim dava-me jeito e a vós também porque depois davas a oitro... "

- " pois mas o ferro é dado, é uma oferta..."

- " pois é dado, mas vale 40 contos e descontado e pagava só 260 contos plo colchão..."

Negócio invalidado na subtração do valor do ferro. Validado na conta dos vendedores que venderam mais um colchão com a oferta incluída.

Ficou a estória e um negócio que podia ter dado certo... não fosse oferta.


sinto-me: de bem com ofertas
música: i belive i can by

publicado por estoriasdaminhaterra às 16:13
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O blogue estoriasdaminhaterra recolhe estórias da tradição oral sobradense bem como factos da vida comum de uma pequena vila dos arredores do Porto...
Maio 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
12

13
19

20
26

27


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO