Terça-feira, 10 de Julho de 2007

 

Creio que a esta altura já se devem ter apercebido que os sobradenses gostam de comer. Já não é a primeira nem a segunda estória que conto a relatar esta enorme paixão sobradense pelos repastos. Por conseguinte, e para não fugir muito à regra, cá fica outra estória sobre comezainas.

Novamente narro mais uma estória de personagens recorrentes nas estórias da minha terra ( os mesmos da comida para seis). O cenário é o mesmo, um tasco no Porto, a postura similar, a de comer muito.

Chegados a um tasco do Porto, os dois amigos trataram de arranjar onde reconfortar o estômago da viagem e retemperar forças. Local escolhido, um afamado tasco portuense famoso pelos seus galos. Encomendaram um galo da casa para o almoço que vorazmente " botaram p'o bandulho". A moça que os servira, no final do repasto veio perguntar se o galo estava do agrado dos senhores, ao que rapidamente o sobradense respondeu:

Olhe menina, não andará por aí o paizinho deste?

 

Botaram p'o bandulho - comeram


sinto-me: "enfartada"

publicado por estoriasdaminhaterra às 10:30
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O blogue estoriasdaminhaterra recolhe estórias da tradição oral sobradense bem como factos da vida comum de uma pequena vila dos arredores do Porto...
Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
14

15
16
19
21

22
23
25
28

29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO