Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

A estória de hoje aconteceu há umas dezenas de anos, quando ainda se podia fumar em qualquer lugar ( excepção feita a hospitais e igrejas) e quando fumar ainda era coisa quase só de homens cá por Sobrado.

Um dos novatos sobradenses tinha começado a dar as suas passas, o sublime trago da nicotina fazia-o sentir-se maior, mais homem, mais gente num tempo em que as gentes eram bem mais duras que agora. Era um mimo puxar do seu cigarro com gestos quase ensaiados e deleitar-se com umas passas bem dadas enquanto era admirado pelos amigos de vício. No entanto,o  pai é que não podia saber deste súbito crescimento sob pena de lhe cortar as raízes.

Ora a " coisa" tornava-se então difícil para o viciado moço quando, por algum motivo lhe davam ganas de fumar em casa. Depois de muito ruminar ( ajudado pelos odores tabagistícos ) descobriu o lugar ideal para " matar a negra" lá por casa, a latrina.

Assim sendo, sempre que a vontade apertava ( a de fumar claro está) lá se dirigia o mancebo sorrateiremente à latrina para aliviar a volúpia. Mau passo dado. Já lá diz o ditado " Filho és, pai serás" e o pai do mancebo também tinha sido filho e fértil em ideias. Vai daí, numa das aflitas corridas do filho à latrina, o pai, à cata segue-o, prevenido com um balde de água. Aguarda,  por fim vê fumo ( esbranquiçado) era a hora, de rompante abre a porta da latrina e apaga o fogo, informando calmamente o filho encharcado " Onde há fumo há fogo, e quando há fogo eu apago-o".

 



publicado por estoriasdaminhaterra às 19:18
Amiga, ainda bem que está de regresso porque já tinha saudades de me rir com as estórias sobradenses!
Beijinho
daplanicie a 22 de Fevereiro de 2008 às 11:01

Adorei encontrar este cantinho, visto que as estórias ( mas também as histórias) da minha e de outras terras me despertam grande interesse. Voltarei cá mais vezes!
Parabéns pelo projecto!
Ana Paredes Mendes a 22 de Fevereiro de 2008 às 12:51

Fico grata pelo elogio, e feliz por ter gostado pelas estórias da minha terra. Espero que continue a visitar o blogue. Bem haja, Fábia Pinto

este blog esta de facto muito bom amiga.
continua a maravilhar toda a gente com as historias ou estorias da tua terra, pois , certamente que muita gente se revê nelas.
rui santos a 7 de Abril de 2008 às 22:30

Agradeço o cumprimento e o incentivo caro Rui Santos, as estórias são de Sobrado mas poderiam ser de outro local qualquer. Mais uma vez obrigada e vá aparecendo...

O blogue estoriasdaminhaterra recolhe estórias da tradição oral sobradense bem como factos da vida comum de uma pequena vila dos arredores do Porto...
Fevereiro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO