Sexta-feira, 12 de Junho de 2009

Contaram-me estes dias a titulo de paixões e patifarias uma estória digna de figurar nesta página, muito mais porque a paixão sobradense já anda de tal forma no ar que já quase se lhe sente o sabor.

O cenário da estória podia ser o de qualquer casa sobradense com bugios homens e apaixonadas mulheres. Chegam a casa os dois manos bugios estoirados da dança de entrada e do sobreiro, aproveitam para tirar a farda, que o calor é muito, e descansarem um pouco antes da dança do doce. As manas esperam, como que numa emboscada ás presas ( as fardas), Morfeu entra no quarto e os manos entregam-se nos seus braços. É agora, sem meias medidas as irmãs vestem as fardas dos irmãos e aí vão elas, galhofeiras, destino a Campelo matar a negra. Acordam os irmãos e... fardas de grilo, chegam já ao fim da tarde cansadas de tanta ramboia mas felizes ... " Suas grandes curtas nós á espera das fardas e vós na ramboia ".  paixão vê-se em Campelo, no dia 24.



publicado por estoriasdaminhaterra às 11:31
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O blogue estoriasdaminhaterra recolhe estórias da tradição oral sobradense bem como factos da vida comum de uma pequena vila dos arredores do Porto...
Junho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO