Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

 

 

 

Escrevo mais pobre.O co- autor deste blogue faleceu recentemente, como se diz nas lides jornalísticas, vítima de doença prolongada. Era o meu avô. Foi dele que ouvi grande parte das estórias deste blogue. Foi com ele que me deliciei com as suas estórias que por vezes terminava, olhando para mim com aquele brilho nos olhos que nos invadia a alma e dizia " Esta podes por lá no nosso sitio na intranet". Era este o "nosso sitio". O sitio que partilhavamos convosco. 

De quando em vez obrigava-o a visitar o " nosso sitio". Nunca compreendeu bem como é que a leitora "daplanicie" nos descobriu, mas quando lhe disse que era do Crato, soltou um " Não há dúbda" e rematou a questão.

Foi assim que ao longo destes anos fomos pondo em prática uma das coisas que mais gostavamos de fazer. Ele de contar estórias e eu de ouvir.

É assim que continuarei o " nosso sitio", com o legado do meu avô e a dedicatória deste blogue ao contador de estórias António da Silva Pinto.

 

 

 



publicado por estoriasdaminhaterra às 18:33
O seu post é lindo, terno e perpetua a memória do avô. Continue a escrever estórias!...Grande,grande,grande abraço.
Raquel Alves a 21 de Setembro de 2010 às 23:51

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O blogue estoriasdaminhaterra recolhe estórias da tradição oral sobradense bem como factos da vida comum de uma pequena vila dos arredores do Porto...
Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
23
24
25

26
27
28
29
30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO